Xisto Roquette & Cazes Tinto 2018

Portugal / Douro
2018
O projeto Roquette & Cazes é acima de tudo um encontro de dois amigos: Jorge Roquette da Quinta do Crasto e Jean-Michel Cazes do Château Lynch-Bages. Em 2002, as duas famílias decidiram criar uma empresa para produzir grandes vinhos que fossem marcados pelas características naturais do Douroe pela experiência dos Cazes que fazem vinhos em Bordeaux há cerca de um século. Uma aventura vitivinícola “Fazer um grande vinho com as castas do Douro, um vinho que mostre estrutura e complexidade, que possua o poder e o sol de Portugal conjugados com a elegância de Bordeaux”, afirmou Jean-Michel Cazes no âmbito desta aventura.
 
Mostrar mais
Região Douro
Volume 75clcl
País Portugal
Teor alcoólico 14,5%
Tipo de vedante: Rolha Capacidade da garrafa: 75cl
Família: Vinho Classificado Tipo: Vinho Tranquilo
Sub-família: Tinto Marca: Roquette&Cazes
País: Portugal Região: Douro
Graduação alcoolica: 14,5% Temperatura de consumo: 12-18º
Ano da colheita: 2018 Alergénios: Sulfitos
Nota de prova - Cor: Violeta carregada Nota de prova - Aroma: Destaca-se no nariz pela complexidade e excelente concentração aromática, onde é possível encontrar frescas notas de frutos silvestres em perfeita sintonia com suave especiaria
Nota de prova - Sabor: Elegante no início de boca, evolui rapidamente para um vinho de grande dimensão, onde encontramos taninos de textura fina. Termina cheio de elegância e com excelente persistência. Um vinho que é feito com a tecnologia de Bordéus mas que não perde a identidade do Douro Vindima/Vinificação: Todas as uvas são vindimadas manualmente e provêm exclusivamente da sub-região do Cima Corgo e da sub-região do Douro Superior. Todas as uvas são desengaçadas e transferidas para cubas de fermentação em inox de formato troncocónico, onde iniciam a fermentação alcoólica a temperatura controlada. Durante o processo de fermentação é utilizada a técnica francesa “délestage”, que tem como principal objetivo aumentar a superfície de contacto pelicular no momento em que o mosto/vinho é lixiviado por cima das massas (chapéu). Como resultado obtém-se um vinho concentrado e complexo, que respeita a elegância e foge à rusticidade
Escreva a sua própria avaliação
Escreva sua avaliação